segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Tarefa 12

Danças Ritualísticas

         A dança árabe era praticada pelas sacerdotisas nos templos do Antigo Egito. Tinha caráter espiritual e não era feita em público. Só as mulheres participavam porque só elas tinham conhecimento dos movimentos; usavam roupas próprias - saia longa e peito nú com adereços no pescoço, pulsos e tornozelos. Alguns tipos de dança ritualística:





Dança do Candelabro

Representa um dos elementos da natureza: o fogo. Dança na qual a bailarina usa um candelabro sobre a cabeça, que pode ter de 7 a 14 velas.

É uma dança antiga que fazia parte das celebrações egípcias de casamento, nascimento e aniversários, como ainda é em muitos países árabes. Assim, é comum que uma bailarina entre como em um cortejo à frente dos noivos, dançando com o candelabro. Desta maneira ela procura iluminar o caminho do casal, como uma forma de trazer felicidade para ele. É uma dança que serve para celebrar a vida e a união entre as pessoas.

Alguns historiadores dizem que a idéia de se dançar com o candelabro, surgiu no antigo Egito, quando escravas, serviam seus amos, com bandejas tarde da noite, e por não haver na época outro tipo de iluminação senão velas, equilibravam os candelabros na cabeça para terem suas mãos livres.



Dança dos Sete Véus 

É o mais antigo ritual primitivo. Essa dança não tem caráter erótico e era praticada pelas sacerdotisas nos templos em homenagem à Deusa Egípcia Ísis.

Os 7 véus revelam os 7 degraus de ascensão espiritual e também estão associados ao sete chácaras corporais, sete cores do arco íris e aos 7 planetas

A cada véu retirado, a bailarina revela uma qualidade pessoal e a dissolução de um aspecto negativo.



Dança com a Espada

Surgiu na Turquia, quando os grandes senhores buscavam no mercado de escravos o mais precioso símbolo de status: as bailarinas orientais!

Algumas escravas se submetiam pacificamente, porém as mais fortes e decididas, enfrentavam seus Senhores com a simbólica dança da espada.

Equilibrando e espada na cabeça, dançavame recitavam: "Tu tens comando sobre minha vida! Mantém minha cabeça sob o domínio da tua espada! Porém meu espírito é e sempre será livre!"



Dança do Jarro

No Antigo Egito, o suprimento de água nas aldeias, era feito pelas "aguadeiras". Essas mulheres dirigiam-se em grupos para os rios, com grandes jarros de bronze, onde transportavam a água. Porém o trabalho árduo tornava-se mais ameno com o canto e dança das aguadeiras. Hoje em dia essa dança é uma celebração aos tempos de alegria e simplicidade.



Danças do Punhal

Originária da Turquia, entre 1700 e 1800 dos tempos atuais, mulheres russas e italianas eram raptadas pelos ciganos e disputadas para serem suas esposas.

Depois de cada disputa o punhal era enterrado na terra para descarregar as energias negativas. de quem o empunhasse.

Estudos dizem que essa dança era realizada pela odalisca predileta do Sultão, para mostrar seu poder sobre as outras mulheres do Harém, ela tomava o punhal do Sultão e dançava diante de todos.

por: karla { Kazady }

Fontes de Pesquisa:
www.hindsaid.com.br
www.amyrashadya.xpg.com.br
http://www.centraldancadoventre.com.br/a-danca-do-ventre/modalidades/14/danca-do-candelabro/15
http://www.portaldoegito.com.br/candelabro

2 comentários:

Kally Ka disse...

Boa noite karla

Linda sua tarefa, Parabéns!!!
Acho muito bonitos espetáculos de danças, os tipos de danças, a qualidade, tudo é muito lindo, existe toda uma historia e rituais envolvidos o que torna a dança mais especial. Embora eu seja uma negação para isso eu gosto de assistir pena que aqui no ES não vejo muitos espetáculos de dança, mais admiro bastante que sabe dançar.

Beijos

kally { K@ }

kassandra submissa disse...

Bom dia karla, nossa curti muito sua tarefa, parabéns...
Adorei a dança do punhal,gostaria de saber dançar rsrs mas nem me arrisco sou péssima para isso...

beijoss

kassandra { k@ }

Postar um comentário