quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Tarefa 1

O termo Liturgia é muito utilizado na Comunidade BDSM e, ainda, causa estranheza para muitos. Algumas pessoas, por desconhecimento, levantam a bandeira de que não são litúrgicas e, mesmo assim, acabam dela se valendo em seus relacionamentos.

O que é, então, Liturgia BDSM?  É o conjunto de Regras de Comportamento, rituais e símbolos preestabelecidos comumente reconhecidos pela comunidade BDSM. 

As regras podem estar relacionadas a como conviver com elegância na coletividade ou na forma como uma submissa, por exemplo, deve agir diante de seu Dominador.

Os rituais definem as condutas que devem ser seguidas, enquanto os símbolos são usados para dar sentido a uma determinada situação.

A liturgia, numa relação D/s, está relacionada aos papéis (Dominador/submissa) com os seus respectivos comportamentos. Tom de voz, posicionamento corporal, código de segurança, iluminação, instrumentos, acessórios e tudo o que contribua para dar sentido a uma determinada relação ou à comunidade. 

Eu gosto pensar que a liturgia é um fetiche, para quem gosta, que ressalta as diferenças de comportamento entre os papéis escolhido numa relação, assim como a forma de se portar em comunidade.


7 comentários:

karla { K@ } disse...

Aos Seus Pés me coloco para entregar-Lhe minha submissão


Senhora Kazady, humildemente acredito que o conjunto de rituais, regras e simbolismos é o que dá encanto e magia às vivências. Através deles, nos entregamos com mais realismo às N/nossas Fantasias.

Não há nada tão litúrgico quanto uma submissa ajoelhar-se diante do Dono e beijar-Lhe os Pés em sinal da sua obediência.


Beijos devotados em Seus Adoráveis Pezinhos, Senhora Kazady!


karla { Kazady }

Kazady KA disse...

Meu Senhor...

Foi uma tarefa bem prazerosa, pois agregou conhecimentos e uma forma nova de enxergar a Liturgia. Sou grata sempre, pela oportunidade de crescimento.

Aos Seus pés.

Sua Princesa.

Kazady KA disse...

Boa tarde karla

Concordo com você.Acho que a essencia das relações D/s dentro do Reino deve-se muito a parte liturgica e ritualistica...rs

Sua Senhora.

kakau KA disse...

Boa tarde Senhora Kazady,

A tarefa esta ótima e muito bem explicado, a liturgia e algo muito importante na relação D/s, concordo com a karla quando diz que da mais encanto e magia na vivencia... há lindos rituais e atos litúrgicos que compõe a relação desdo chamar de Senhor até se ajoelhar aos pés do Dono... também mostra que o BDSM e uma comunidade feita com regras, deveres, símbolos e rituais como qualquer outra. E não só de tapas.

Beijos em Seus pés Senhora Kazady * K@ *

kakau { K@ }

karla { K@ } disse...

Aos Seus Pés me coloco para entregar-Lhe minha submissão


Senhora, adorei a idéia deste Treinamento sobre Liturgia porque acho que às vezes, a rotina das vivências - assim como na vida baunilha, pode nos afastar dos momentos tão intensos que são os de encantamento. É bom que este momento sirva para reavivar todos esses sentimentos em nós.


Beijos devotados em Seus Adoráveis Pezinhos, Senhora Kazady!


karla { Kazady }

Kally Ka disse...

Boa noite Senhora Kazady * K@ *

Muito boa a tarefa Senhora, adorei o texto, coerente, bem explicativo para todos, acredito que sem liturgia não faria sentido a relação D/s, viraria uma bagunça.
Para mim a liturgia no BDSM envolve todo um ritual com regras, deveres, preparação de cenas, ritos de posse e entrega entre outros.
De tudo que envolve a liturgia no BDSM, para mim o encoleiramento é o mais especial, pois demonstra a entrega e convicção da submissa, alem da assunção daquele que escolheu para servir.

Beijos em Seus pés, Senhora Kazady * K@ *

kally { K@ }

Mestre K@ disse...

Minhas escravas,

Acredito que tudo que foi dito está ótimo, só não se pode perder de vista que a liturgia é algo importante para muitas pessoas, assim como não é para outras tantas e nisso está a riqueza do BDSM, não existir uma única fórmula de vivencia-lo, desde que tudo seja consensual.

Parabéns pela participação e empenho de todas vocês.

Seu Dono!

Postar um comentário